Por Eduardo Luiz
20/12/2022, 14h23

(Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

O Palmeiras apresentou ontem aos conselheiros a previsão orçamentária para 2023. O clube espera faturar R$ 703 milhões e fechar o ano no azul em R$ 13,8 milhões.

A principal fonte de renda esperada são as negociações: R$ 182 milhões, 40 mi a mais do que planejou (e superou) para 2022. Em seguida aparecem os direitos de transmissão (R$ 165,9 milhões), patrocínios e publicidade (R$ 127 milhões), arrecadação de jogos (R$ 44 milhões), Avanti (R$ 54,4 milhões), premiações (R$ 40,9 milhões) e social (R$ 55 milhões).

Em relação às despesas, o Verdão planeja gastar R$ R$ 332 milhões, R$ 52 mi a mais do que orçou para 2022.

As metas esportivas são tímidas: semifinal do Paulista, quartas de final da Copa do Brasil e da Libertadores, e G4 do Brasileirão. Ou seja, qualquer título ou resultado melhor fará o clube arrecadar mais.