Por Eduardo Luiz
21/04/2021, 23h12

Weverton: 5,0
Outra atuação estranha do goleiro. Quase tomou um gol bizarro. Faltou segurança nas saídas do gol também.

Luan: 6,0
Pequenos vacilos, principalmente no primeiro tempo, mas no geral fez um bom jogo. Participou do segundo gol com um belo lançamento para Rony.

Gómez: 6,0
Centralizado, mostrou a segurança habitual.

Alan Empereur: 4,5
O primeiro cartão foi exagerado, mas percebendo que o árbitro advertia à toa, poderia ter evitado o segundo. A partir da sua expulsão o jogo mudou.

Marcos Rocha: 5,0
Com liberdade para atacar, pouco apareceu. Falhou na marcação do atacante no primeiro gol.

Danilo: 7,0
Tirando o pênalti bobo, fez um jogo muito bom. Levaria nota maior se não tivesse cometido a penalidade.

Patrick de Paula: 7,5
Ajudou na marcação e deu qualidade à saída de bola. Faltou caprichar na hora de finalizar.

Raphael Veiga: 7,5
Bom jogo e um golaço.

Victor Luis: 5,0
Fez hora extra em campo.

Rony: 6,5
Novamente, foi o atacante mais perigoso do time. Deu a assistência pro gol de Veiga.

Luiz Adriano: 5,0
Foi útil apenas trabalhando como pivô, mas não conseguiu construir nenhuma jogada atuando assim.

Renan, Danilo Barbosa, Esteves, Scarpa e Wesley entraram no segundo tempo. Renan fez o gol da vitória e leva nota 7,0. Scarpa cobrou o escanteio para o gol, e leva 6,5. Os outros ficam sem nota.

Abel Ferreira: 6,0
O Palmeiras fez um excelente jogo por 63 minutos, até Alan Empereur ser expulso. Depois, time e técnico se descontrolaram emocionalmente. Em campo os jogadores doaram dois gols, e fora dele o técnico fez uma salada nas alterações. Por sorte, prevaleceu a melhor qualidade técnica do elenco alviverde e a vitória foi confirmada. De positivo, fica a boa atuação no esquema 3-5-2. De negativo, o descontrole emocional de todo mundo.