Por Eduardo Luiz
02/03/2022, 23h48

Weverton: 6,5
Sem trabalho ao longo do jogo. Deu um susto no final, mas tem crédito até 2050.

Marcos Rocha: 6,5
Oscilou bons e maus momentos ao longo da partida. Deu alguns espaços na marcação.

Gómez: 7,5
Mostrou como fez falta no jogo de ida. Um monstro.

Murilo: 7,5
Uma antecipação providencial a Pablo no primeiro tempo. Bom jogo.

Piquerez: 6,5
Teve espaços, principalmente no primeiro tempo, mas em quase todas oportunidades falhou no último passe.

Zé Rafael: 8,5
Bom jogo e uma bela cobrança de falta que abriu o caminho pro título.

Jailson: 7,0
Entrou bem, ajudando a fechar espaços.

Danilo: 9,0
O melhor volante do futebol brasileiro. Foi o melhor em campo e ainda fez um belo gol.

Raphael Veiga: 7,0
O “senhor final”, dessa vez, não esteve no seu melhor principalmente porque prendeu demais a bola.

Atuesta: 7,0
Entrou aos 42, e aos 43 roubou a bola e deu a assistência pro Danilo.

Veron: 6,5
Foi titular para partir pra cima da marcação, mas fez isso poucas vezes.

Wesley: 7,0
Entrou no intervalo e foi ligeiramente melhor que Veron.

Dudu: 8,0
O baixinho estava inspirado, criou boas situações, deu bons dribles, mas não conseguiu manter a intensidade por todo jogo.

Mayke: –
Participou pouco.

Rony: 7,5
Pra variar, se matou em campo. Participou de bons ataques e quase fez um gol de placa.

Abel Ferreira: 8,0
O melhor treinador português que já pisou no Brasil. Mostrou seu vasto repertório ao armar um time impositivo, que quase não deu chances ao bom adversário. À beira do gramado, foi um torcedor. Poderia ficar mais uns 30 anos no Verdão! Ídolo!