Por Eduardo Luiz
10/02/2022, 13h04

(Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

Além do lateral-esquerdo Piquerez, quem também concedeu entrevista coletiva antes do treino de quinta-feira foi a presidente Leila Pereira, que falou da sua expectativa para a final do Mundial contra o Chelsea, marcada para sábado, às 13h30 (de Brasília).

A executiva admitiu que o Verdão enfrentará dificuldades, mas mostrou confiança na conquista: “Estamos disputando o Mundial com o campeão da Champions. É um jogo extremamente difícil, mas já é um grande feito estarmos aqui nesse patamar disputando o Mundial. O favoritismo pode ser deles, mas estamos aqui, sem dúvida nenhuma, para lutarmos e voltarmos para o Brasil com esse troféu. Todos os nossos torcedores estão extremamente orgulhosos de estarmos aqui”.

Focada na final, Leila Pereira disse que não assistiu ao jogo que rendeu a classificação ao Chelsea: “Quer que eu te fale uma coisa com toda a sinceridade? Não assisti ao jogo ontem. Independentemente de quem fosse, nós estamos trabalhando para disputar o Mundial, com muita humildade, pés no chão. Tanto contra o Chelsea quanto qualquer outro clube, vai ser um jogo extremamente difícil. É uma final de Mundial. Não se pode menosprezar nenhum time. Nós temos a humildade pra reconhecer que é um jogo difícil”.

Por fim, a presidente falou sobre a possibilidade de conquistar o primeiro título do mandato, que ela considera uma continuidade da gestão do ex-presidente Maurício Galiotte.

“Não é um começo, nem um fim. É uma continuidade. Fui eleita presidente do Palmeiras para dar continuidade ao trabalho do presidente Galiotte. Nosso objetivo é sempre melhorar a cada dia. É uma honra estar aqui, no topo do futebol mundial, lutando por uma conquista tão grande” encerrou.