Por Eduardo Luiz
26/06/2022, 17h59

Com apenas 4 titulares, time de Abel Ferreira não conseguiu se impor e empatou em 2 a 2. Resultado impede Verdão de abrir 5 pontos de vantagem na liderança do Brasileirão.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com apenas 4 titulares em campo – Weverton, Gómez, Zé Rafael e Scarpa, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa, embora a primeira finalização tenha sido do Avaí. Aos 4 minutos Luan cometeu falta na entrada da área, Bressan cobrou e Weverton defendeu. A resposta do Verdão veio no lance seguinte: Scarpa cruzou, Rafael Navarro escorou e exigiu ótima defesa do goleiro.

Aos 7 minutos Scarpa cobrou escanteio, Gómez subiu com o zagueiro, que levou a melhor. Seria outro escanteio, mas o árbitro assinalou tiro de meta. Aos 11, Raniele puxou contra-ataque e cruzou para Bissoli finalizar para fora. Aos 18 minutos Rafael Navarro enfiou para Jorge, que desequilibrado bateu torto, sem perigo para a meta de Vladimir.

Tentando superar a falta de entrosamento, o Verdão voltou a atacar aos 23 minutos: Jorge cruzou para Breno Lopes, que ao invés de finalizar ou tocar para Wesley, preferiu simular um pênalti. Depois de um breve período sem emoção, o jogo voltou a esquentar nos minutos finais. Aos 39 minutos Jorge sofreu falta a um passo da grande área; Gabriel Menino pediu para cobrar e acertou a barreira.

Ineficiente na frente, Breno Lopes quase entregou lá atrás. Aos 42 minutos o atacante errou passe na entrada da área, Eduardo dominou, fintou Zé Rafael e soltou a bomba, que tirou tinta da trave esquerda de Weverton. No último lance da etapa inicial, Jorge perdeu a bola na intermediária e Gómez atropelou de maneira infantil Raniele na área. Pênalti bem marcado pelo árbitro e convertido por Bissoli: 1 a 0. Nem deu tempo do Verdão dar nova saída.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Se o primeiro tempo terminou com um pênalti, o segundo começou da mesma maneira, mas para o Palmeiras. Logo no primeiro minuto Bressan espalmou chute de Zé Rafael. Scarpa cobrou com categoria e empatou: 1 a 1. A virada só não saiu na sequência, aos 4 minutos, porque o chute de Wesley após cruzamento de Mayke tirou tinta da trave esquerda do goleiro.

O Verdão era melhor. Aos 8 minutos Gabriel Menino levantou para Wesley, que escorou torto, para fora. Aos 10, Breno Lopes foi à linha de fundo e cruzou para Rafael Navarro, que se atrapalhou e ainda fez falta no zagueiro. O Avaí só foi responder aos 12 minutos em cobrança de falta executada por Kevin; Weverton mandou para escanteio. No minuto seguinte Abel promoveu duas alterações: Scarpa por Raphael Veiga, e Breno Lopes por Rony.

Em sua primeira participação no jogo, aos 15 minutos, Veiga experimentou um chute de longe, de direita, e errou o alvo. Aos 16, Navarro ganhou do zagueiro na corrida, invadiu a área e chutou por cima do travessão, desperdiçando chance incrível. Aos 20 minutos Wesley passou por dois marcadores e chutou rasteiro; Rony desviou e decretou a virada: 2 a 1.

Mesmo com o gol, Abel promoveu uma terceira alteração que estava programada antes da virada: Wesley por Dudu. Aos 27 minutos Mayke cometeu falta boba perto da área, Jean Pyerre cobrou, a barreira abriu e Weverton nem se mexeu: 2 a 2. Aos 33, Raphael Veiga cobrou falta e Navarro resvalou à esquerda do goleiro.

Em busca do terceiro gol, aos 37 minutos o comandante Palmeirense fez as últimas duas substituições a que tinha direito: Gabriel Menino por Atuesta, e Rafael Navarro por Gabriel Veron. Aos 40, após rebote de escanteio, Dudu chutou por cima, sem perigo. Aos 44 minutos Atuesta cobrou falta, Rony subiu nas costas de Gómez e exigiu ótima defesa de Vladimir.

Nos 5 minutos de acréscimo o Palmeiras até ficou mais com a bola, mas não conseguiu criar nenhuma lance claro para sair vencedor. Com o empate o time de Abel Ferreira vai a 29 pontos e mantém 3 de vantagem para o segundo colocado.

Agora o Verdão muda o foco pra Libertadores, já que na quarta-feira (29/6), às 19h15, visita o Cerro Porteño pelo jogo de ida das oitavas de final.

Notícias relacionadas: