Por Eduardo Luiz
01/02/2022, 20h59

Partida foi a última antes do Mundial; Palmeiras venceu a terceira no Paulista em 4 rodadas e foi a 10 pontos na liderança do Grupo C.

(Foto: Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão)

Primeiro tempo

Sem Piquerez, vetado por causa da Covid-19 (assim como Gabriel Veron), mas com o retorno de Gómez, o Palmeiras iniciou o jogo encontrando dificuldades para superar a forte marcação imposta pelo Água Santa, que abusava das faltas. Por ironia, a primeira chance de gol da partida surgiu numa falta. Mas para o adversário. Aos 11 minutos Fernandinho levantou na área e Dadá Belmonte, nas costas de Marcos Rocha, exigiu ótima defesa de Marcelo Lomba.

O lateral Palmeirense se redimiu do vacilo pouco depois. Aos 20, ele brigou pela bola na área e tocou para Rony, que não alcançou, mas Raphael Veiga ficou com a sobra e perdeu chance incrível. Aos 26 minutos Rony tocou para Dudu, o atacante fintou seu marcador e bateu de canhota; a bola desviou em Marcondes e tirou o goleiro da jogada: 1 a 0.

Perdendo o jogo, o Água Santa intensificou a pancadaria. Aos 34 minutos Gustavo Scarpa cobrou escanteio e Gómez escorou com as costas, por cima do travessão. Aos 37, o camisa 14 arriscou um chute colocado da entrada da área, mas errou o alvo.

Tendo a bola parada como principal arma, o time visitante voltou a levar perigo nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 40, Fernandinho cruzou e Rodrigo não alcançou por pouco. Dois minutos depois Fernandinho cobrou escanteio fechado, mas Lomba estava atento. Aos 45 minutos, após outra falta, Marcondes surgiu livre na cara do goleiro Palmeirense mas concluiu mal, para fora.

continua após a publicidade

Segundo tempo

O panorama do segundo tempo não mudou. O Água Santa seguiu descendo a porrada para segurar o Palmeiras, e quando jogava futebol parava em Marcelo Lomba. O goleiro Palmeirense evitou o empate com duas defesas no mesmo lance, aos 7 minutos. Primeiro ele espalmou chute de Rhuan, depois fez milagre no arremate de Alex Silva.

Aos 10 minutos Fernandinho arriscou da entrada da área e mandou rente à trave direita de Lomba. Aos 22, o gol de empate da equipe visitante saiu, mas Lelê estava impedido quando ajeitou para Cristiano acertar o ângulo esquerdo de Marcelo Lomba, que desta vez não teria o que fazer.

Aproveitando a péssima noite do sistema defensivo alviverde, o Água Santa voltou a assustar em bola parada aos 29 minutos: Dadá cobrou escanteio e Alex Silva, livre, escorou por cima do travessão. A primeira chance de gol do Verdão na etapa final surgiu apenas aos 33 minutos: Jorge ganhou disputa e cruzou para Rony cabecear por cima. Aos 35, Abel Ferreira enfim mexeu na equipe: Scarpa deu lugar a Jailson.

Com mais espaços para contra-atacar, o Palmeiras perdeu a chance de matar o jogo aos 37 minutos: Rony fez boa jogada pelo lado esquerdo do ataque e mandou para a área; a bola passou por todo mundo até chegar em Raphael Veiga, que finalizou alto demais. Aos 39, o comandante Palmeirense mexeu por atacado: Breno Lopes, Deyverson, Atuesta e Wesley entraram nas vagas de Dudu, Rony, Zé Rafael e Veiga, respectivamente.

Como o fôlego renovado, o Verdão conseguiu controlar o ímpeto do Água Santa e garantiu mais uma vitória, a terceira em 4 rodadas no Campeonato Paulista, que leva o time a 10 pontos na liderança do Grupo C.

Agora o foco do Verdão se volta para o Mundial. A delegação alviverde viaja amanhã para os Emirados Árabes e na próxima terça-feira (08/2), em Abu Dhabi, enfrenta o ganhador de Monterrey-MEX e Al Ahly-EGI pela semifinal. O jogo será às 13h30, horário de Brasília (20h30 local).

Notícias relacionadas: