Por Eduardo Luiz
03/04/2022, 20h26

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O título Paulista de 2022 aumentou a galeria de canecos do técnico Abel Ferreira no comando do Palmeiras. Em menos de 1 ano e meio de trabalho ele conquistou 5 taças. Os outros 4 foram: bicampeonato da Libertadores (2020/2021), Copa do Brasil (2020) e Recopa Sul-Americana (2022).

Após o atropelamento sobre o São Paulo, o português falou sobre a conquista; ele valorizou o elenco e destacou a importância da torcida, que no sábado foi ao CT para manifestar apoio ao time, e que no domingo, além de encher o Allianz Parque, promoveu o “corredor” da saída do CT à chegada no estádio.

“Dedico essa vitória inteirinha aos nossos torcedores e aos nossos jogadores”, iniciou Abel: “Esses jogadores nasceram para fazer história no futebol brasileiro e no Palmeiras. É mérito deles. Eles que fazem acontecer. Eu sou 30% do que eles fazem, eles são 70%. Às vezes as pessoas falam que o treinador é o herói. Esqueçam isso. Os jogadores que fazem acontecer. Sou mais uma peça dentro de um relógio que tem sido bem consistente”.

Sobre a torcida, Abel completou: “Nunca na minha vida enquanto jogador e treinador senti a importância tal como foi hoje. Foram eles que ganharam esse jogo. Sem eles era impossível virar esse jogo. Impossível. Eles fizeram a parte deles muito bem feita. Nós, com eles nos empurrando, fizemos aquilo que pudemos ver durante o jogo”.

De contrato renovado até dezembro de 2024, Abel ainda comandará o Palmeiras em três campeonatos em 2022: Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores. A competição continental começará já no meio da semana.