Por Eduardo Luiz
07/07/2024, 22h28

Goleiro fez três defesas cara a cara, e atacante marcou um gol e deu uma assistência (para Rony) na vitória por 2 a 0; Verdão fica a 1 ponto do líder do Brasileirão.

Palmeiras vence o Bahia em casa com Weverton e Estêvão decisivos
(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com os retornos de Gómez, Raphael Veiga e Gabriel Menino ao time titular, o Palmeiras iniciou o jogo fazendo o que sempre faz em casa: pressionando o adversário e perdendo gols. Com menos de 5 minutos o time tinha criado três boas chances e finalizado mal em todas. Aos 12, Juba levantou na cabeça de Everaldo, que escorou por cima.

Aos 15, o Bahia puxou contra-ataque que terminou com Thaciano batendo para fora após passe de Cauly. Quatro minutos depois Gabriel Menino cobrou falta da entrada da área e errou o alvo. Aos 22, Estêvão foi lançado, dominou, invadiu a área a bateu prensado, para fora. No lance seguinte Aníbal Moreno soltou a bomba de canhota e exigiu boa defesa do goleiro.

Apagado no jogo, Raphael Veiga tentou a sorte aos 26 minutos num chute de fora da área que não levou perigo. Aos 34, o Bahia recuperou a bola na entrada da área com falta em Rony, o juiz mandou seguir e Jean Lucas – em posição legal – perdeu chance incrível na cara de Weverton. Aos 39 minutos o Verdão balançou as redes com Rony, mas ele estava impedido.

Esperando uma brecha para dar o bote, o Bahia quase conseguiu aos 45 minutos: Jean Lucas arrancou e da entrada da área bateu colocado; a bola saiu raspando a trave esquerda de Weverton. Aos 46, Gilberto arriscou de média distância e ganhou escanteio; após a cobrança o Palmeiras contra-atacou rápido: Aníbal lançou Estêvão, o garoto fintou Jean Lucas e bateu no ângulo direito do goleiro. Golaço: 1 a 0. Nem deu tempo para o Bahia dar nova saída.

continua após a publicidade

Segundo tempo

O Verdão voltou para a etapa final com a mesma formação e buscando o segundo gol para matar o jogo. Aos 5 minutos Gabriel Menino cruzou para Estêvão, que não finalizou porque o zagueiro conseguiu desvio providencial. O árbitro ignorou o escanteio. Aos 8, Raphael Veiga teve liberdade para ajeitar e bater, mas errou o alvo por muito.

A primeira chance do Bahia no segundo tempo surgiu aos 13 minutos: Cauly deixou Jean Lucas na cara de Weverton, que evitou o empate com as pernas. A resposta do Palmeiras foi fatal: aos 15, Estêvão deu ótima assistência para Rony, que desta vez aproveitou: 2 a 0. Aos 21 minutos Aníbal Moreno cobrou falta de longe, fácil para Marcos Felipe.

Aos 26 minutos o técnico Abel Ferreira promoveu as primeiras alterações da noite: Estêvão por Marcos Rocha, e Gabriel Menino por Fabinho. Aos 29, Piquerez errou passe na defesa, Gilberto enfiou para Biel, que só não descontou graças a outra grande defesa de Weverton. Pouco depois, aos 33, o goleiro voltou a salvar uma finalização cara a cara, desta vez de Estupiñán.

Autor do segundo gol, Rony deixou a partida aos 35 minutos. Vanderlan entrou em seu lugar. Aos 39, Mayke cruzou rasteiro para Veiga, que de direita mandou na arquibancada. Aos 42, Vanderlan cruzou na cabeça de López, que escorou por cima. Pouco depois Abel mexeu pela última vez: Mayke e López deram lugar a Caio Paulista e Luighi.

Nos 4 minutos de acréscimo o Palmeiras não finalizou, enquanto que o Bahia teve mais um arremate, com Ademir, que saiu à esquerda de Weverton. A vitória na arena leva a equipe a 30 pontos, apenas 1 atrás do líder do Brasileirão.

O Verdão volta a campo às 19h30 de quinta-feira (11/7) para outro jogo em casa, desta vez contra o Atlético-GO.

Notícias relacionadas:

Participe do canal do PTD no WhatsApp

MAIS LIDAS DO PTD:

1. Notas de Palmeiras 2 x 0 Cruzeiro

2. Abel diz que torcida foi fundamental na vitória sobre o Cruzeiro e puxa a orelha de López

3. Thallys faz outro golaço pelo Palmeiras no Brasileirão Sub-20; veja

4. Notas de Botafogo 1 x 0 Palmeiras

5. Palmeiras enfrentará o Flamengo na Copa do Brasil; decisão será em casa