Por Eduardo Luiz
10/07/2022, 20h22

Time de Abel Ferreira completa três rodadas sem vitória no Brasileirão, mas mantém a liderança isolada com 30 pontos.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Apenas sem Gómez e Raphael Veiga de titulares, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Fortaleza tomar a iniciativa. Logo aos 2 minutos Romarinho fez boa jogada individual e tocou para José Welison acertar um chute indefensável no canto direito de Weverton. O gol, no entanto, foi corretamente anulado por toque de mão deliberada de Matheus Vargas no início da jogada.

“Salvo” pelo VAR, o Verdão não acordou. Aos 16 minutos José Welison acionou Yago Pikachu com uma cavadinha, o meia passou por Weverton e na sequência Moisés bateu para fora. Se o gol saísse, no entanto, seria anulado por impedimento de Pikachu. Aos 20, após escanteio, Marcelo Benevenuto subiu mais que a defesa alviverde e escorou para fora.

A primeira investida do Palmeiras aconteceu apenas aos 21 minutos, e por muito pouco não foi fatal: Wesley cruzou, Scarpa disputou com o zagueiro e a bola sobrou para Rony – o chute do camisa 10 tinha direção, mas Habraão salvou sem querer. Aos 25, em contra-ataque, Romarinho arriscou da entrada da área mas mandou direto nas mãos de Weverton.

Depois de um breve período sem emoção, o jogo voltou a esquentar nos minutos finais. Aos 37, Luan falhou ao tentar um bote e Moisés arrancou apenas com Murilo à sua frente; o defensor conseguiu controlar o atacante adversário e ao mesmo tempo bloquear a linha de passe para Romarinho; já sem ângulo, Moisés chutou e parou em Weverton. No rebote o goleiro também segurou a investida de Matheus Vargas.

Após novo susto, o Verdão enfim conseguiu se impor e finalizou 4 vezes antes do primeiro tempo terminar. Aos 40 minutos Scarpa cruzou e Wesley escorou para fora. Aos 42, Danilo soltou a bomba e encontrou Fernando Miguel atento. Três minutos depois Scarpa arriscou de média distância, fácil para o goleiro. No último lance da etapa inicial Rony cruzou e Marcelo Benevenuto quase fez contra – a bola tirou tinta da trave esquerda de Fernando Miguel.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Palmeiras e Fortaleza voltaram para o segundo tempo sem alterações, com isso o panorama do jogo não mudou, já que as duas equipes seguiam com mais problemas defensivos do que com organização ofensiva. Aos 4 minutos Marcos Rocha ficou pedindo impedimento ao invés de marcar Lucas Crispim, que avançou e chutou com desvio rente à trave esquerda de Weverton.

A resposta do Verdão veio na mesma moeda: aos 6 minutos Scarpa chutou da entrada da área, com desvio, para fora. Na cobrança de escanteio executada pelo próprio camisa 14, Zé Rafael subiu livre no primeiro pau e só não correu para o abraço porque o goleiro fez ótima defesa. Aos 8, Wesley arriscou de média distância, fácil para Fernando Miguel.

O jogo era aberto. Aos 9 minutos Felipe deu bom passe para Yago Pikachu, que se aproveitando do sumiço de Piquerez e de uma marcação horrível de Wesley, dominou livre na área e chutou em cima de Weverton, que fechou bem o ângulo. Aos 17 minutos Wesley tabelou com Rony e soltou a bomba, parando em outra intervenção precisa do goleiro.

Aos 18 minutos o técnico Abel Ferreira resolveu mexer no time sacando Dudu e Wesley para as entradas de Raphael Veiga e Breno Lopes, respectivamente. Aos 20, Scarpa recebeu de Breno Lopes e cruzou; a bola ganhou efeito e quase enganou o goleiro. Aos 26 minutos Piquerez vacilou na marcação de Yago Pikachu, que recebeu de Hércules e bateu torto na saída de Weverton.

Mesmo pouco inspirado, o Palmeiras teve ótima chance para abrir o placar aos 31 minutos: Zé Rafael roubou a bola, Rony tocou de cabeça para Breno Lopes, que cara a cara com o goleiro conseguiu fazer o mais difícil: chutar em cima do adversário. No lance do gol perdido, Rony sentiu algo na coxa direita e foi substituído por Gabriel Silva. Na mesma parada, Abel trocou Zé Rafael por Atuesta.

Aos 44 minutos, quando a partida caminhava para um empate melancólico, houve um apagão na Arena Castelão. Cumprindo o regulamento, o árbitro esperou 30 minutos para o restabelecimento da energia, mas como isso não aconteceu ele encerrou a partida.

Com o empate em 0 a 0 fora de casa o Palmeiras completa três rodadas sem vitória, vai a 30 pontos, mantém a liderança isolada do Brasileirão mas permite a aproximação de vários concorrentes.

Agora é decisão. Na quinta-feira (14/7) o Verdão recebe o São Paulo precisando vencer por dois gols de diferença para avançar às quartas de final da Copa do Brasil. O clássico será disputado às 20h, no Allianz Parque.

Notícias relacionadas: