Por Eduardo Luiz
02/07/2022, 22h54

Verdão finalizou 35 vezes, mas mostrou péssima pontaria e acabou derrotado por 2 a 0. Vantagem na liderança do Brasileirão cai para 2 pontos.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com força máxima, exceção feita a Marcos Rocha, poupado, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Aos 3 minutos Dudu enfiou para Rony cruzar para Raphael Veiga chutar de primeira, torto, para fora. Aos 7, Gómez deu belo passe para Mayke ir à linha de fundo e cruzar muito forte para Veiga concluir de cabeça, à esquerda do goleiro.

Aos 10 minutos Scarpa cobrou escanteio e Rony escorou sem direção. A primeira investida do Athletico surgiu apenas aos 14 minutos, e meio sem querer: após bate-rebate perto da área a bola sobrou para Vitor Roque soltar a bomba, por cima. O lance animou a equipe visitante, que criou outras duas boas chances na sequência, ambas aos 16 minutos; primeiro Canobbio deu bom passe para Vitor Roque parar em milagre de Weverton. Na sequência, após escanteio, Canobbio pegou rebote e finalizou nas mãos do goleiro Palmeirense.

A partida era aberta. Aos 20 minutos Scarpa arriscou de média distância, muito alto. Aos 24, o camisa 14 deu belo passe para Dudu ajeitar de peito para Raphael Veiga balançar a rede do goleiro, mas pelo lado de fora. Aos 28 minutos Canobbio tocou para Vitor Bueno concluir por cima do travessão. Aos 34, Scarpa voltou a tentar a sorte da entrada da área, mas errou o alvo mais uma vez.

No minuto seguinte uma desatenção da defesa Palmeirense custou caro. Primeiro Mayke deu espaço para Abner cruzar; a bola viajou e encontrou Rômulo livre nas costas de Piquerez; o atacante ajeitou de cabeça para Vitor Roque fazer 1 a 0 para o Athletico. Atrás no placar o Verdão tentou não se abalar. Aos 39 minutos Scarpa cobrou falta e Murilo desviou de cabeça, para fora.

Nos últimos 5 minutos o time de Abel Ferreira intensificou a pressão em busca do empate e criou 4 boas situações. Aos 40, Zé Rafael fintou seu marcador e bateu por cima. Aos 43, Dudu repetiu o companheiro, passou por um zagueiro e de canhota bateu rente à trave. No último minuto dos acréscimos foram duas tentativas, na primeira Dudu cruzou, a defesa afastou mal e Scarpa bateu para fora. Na segunda o camisa 14 mandou para a área e Rony se atirou na bola, mas errou o alvo.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Sem alterações, o Verdão voltou para o segundo tempo tentando uma nova pressão. Aos 3 minutos Dudu fez fila na defesa adversária, mas bateu fraco, fácil para o goleiro. Aos 9 minutos Zé Rafael errou passe fácil no meio-campo, o Athletico-PR armou contra-ataque com Vitor Roque, que chutou em cima de Piquerez; o VAR, no entanto, viu mão do lateral e o árbitro concordou. Pênalti assinalado e convertido por Vitor Bueno: 2 a 0.

Imediatamente depois do segundo gol o técnico Abel Ferreira promoveu três alterações: deixaram o jogo Rony, Zé Rafael e Raphael Veiga para as entradas de Rafael Navarro, Gabriel Veron e Atuesta, respectivamente. Aos 16 minutos Danilo chutou da entrada da área, a bola desviou e não entrou por muito pouco. Após a cobrança de escanteio executada por Scarpa, o goleiro saiu mal e Danilo mandou para fora.

Aos 20 minutos Scarpa chutou da entrada da área e viu a bola tirar tinta do ângulo esquerdo. Não era noite… Aos 22, outra tentativa do camisa 14, desta vez sem perigo para o goleiro. Dois minutos depois foi a vez de Piquerez arriscar, sem direção. Logo depois Abel mexeu pela última vez: Danilo deu lugar a Gabriel Menino, e Garcia entrou na vaga de Mayke.

Diante do nervosismo do Palmeiras, o Athletico voltou a levar perigo aos 26 minutos: Rômulo ajeitou para Erick soltar a bomba, por cima. Aos 30, Gabriel Menino bateu de fora da área, fraco. Aos 31 minutos Dudu fez boa jogada individual e exigiu boa defesa de Bento. No lance seguinte Atuesta experimentou de média distância e errou o alvo. Aos 33, Menino soltou a bomba e também parou no goleiro; no rebote Navarro perdeu boa chance, mas o assistente assinalou impedimento inexistente.

O gol alviverde estava encantado. Aos 34 minutos Dudu deu lindo passe para Veron perder chance cara a cara com o goleiro. Aos 37, Scarpa cobrou falta na linha da grande área, nas mãos do goleiro. Aos 40 minutos Atuesta arriscou, a bola tinha direção, mas a zaga interceptou. Aos 45, numa bola perdida na intermediária, Menino fez falta em David Terans na meia-lua. Como o adversário fatalmente faria o gol, o volante Palmeirense foi corretamente expulso.

Com 1 homem a menos, o Palmeiras manteve a dedicação em busca ao menos do gol de honra, mas o que de melhor conseguiu foi uma boa na trave após chute desviado de Garcia, aos 49.

Com a derrota em casa o time de Abel Ferreira perde uma longa invencibilidade no campeonato, permanece com 29 pontos e mantém a liderança do Brasileirão, mas agora com apenas 2 pontos de vantagem para o segundo colocado (o próprio Athletico).

Quarta-feira (06/7) o Verdão recebe o Cerro Porteño pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores. A partida será disputada às 19h15, no Allianz Parque.

Notícias relacionadas: