Por Eduardo Luiz
11/11/2020, 18h49

Jailson: 6,0
Não fez uma defesa durante o jogo.

Marcos Rocha: 7,5
Preciso nos botes. Foi mais últil na marcação do que no apoio.

Emerson Santos: 6,5
Não comprometeu. O primeiro tempo foi melhor que o segundo.

Renan: 7,0
Surpresa na escalação, mostrou personalidade. Seguro para encarar os atacantes e eficiente na saída de bola.

Scarpa: 8,5
Improvisado na lateral, foi um dos melhores do time. Tanto na marcação quanto no apoio, tanto que fez gol.

Danilo: 8,0
Que jogador! Controlou o meio-campo e esbanjou categoria e precisão dos passes e lançamentos.

Zé Rafael: 7,0
Participou do terceiro gol ao roubar a bola. Saiu lesionado na etapa final.

Patrick de Paula: 5,5
Depois de muito tempo voltou a ser utilizado, mas entrou meio fora de sintonia, errado passes bobos. Pelo menos mostrou atitude.

Raphael Veiga: 7,5
Fez o gol quando não aparecia muito no jogo. Foi substituído no intervalo.

Rony: 5,5
Muita correria, e só.

Lucas Lima: 6,0
Foi mais útil quando saiu do lado direito do ataque, mas isso aconteceu poucas vezes no jogo.

Alan Emepereur: 5,5
Chegou ontem, dormiu no CT e estreou hoje. Mostrou comprometimento.

Veron: 8,5
Atormentou a defesa adversária. Terminou o jogo com uma assistência e um golaço. Joga muito o garoto.

Gabriel Silva: 5,5
Teve uma boa chance para fazer o quarto, mas chutou em cima de Prass.

Willian: 5,0
Destoou. E não foi apenas pelo gol inacreditável que perdeu. Não deu continuidade aos lances ofensivos, prendeu demais a bola, se atrapalhou com ela… Noite para esquecer do Bigode.

Mayke: 5,5
Entrou para ajudar a reforçar a marcação dos pontas do Ceará. Cumpriu o que lhe foi determinado.

Abel Ferreira: 9,0
Com menos de uma semana de clube foi para o terceiro jogo e teve armar um time repleto de desfalques para um mata-mata importante. A equipe teve postura e mostrou uma organização tática impressionante. Ótimo começo de trabalho do português.