Por Eduardo Luiz
11/02/2021, 14h28

Weverton: 7,0
Fez uma boa defesa no tempo regulamentar, e pegou um pênalti.

Mayke: 5,5
Foi melhor que Marcos Rocha, mas nada pra animar muito o torcedor.

Luan: 5,0
Não teve muito trabalho, mas mostrou nervosismo em bolas fáceis.

Gómez: 5,5
Também não teve muito trabalho. Converteu seu pênalti.

Viña: 6,0
O jogador de linha mais regular ao longo dos 90 minutos.

Felipe Melo: 5,0
Jogo apenas ok. Cobrou mal seu pênalti.

Patrick de Paula: 5,5
Enfim foi titular, como queria boa parte da torcida, mas não aproveitou a oportunidade.

Raphael Veiga: 4,0
Assistiu ao jogo de dentro de campo. Desligado, demorou pra sair.

Willian: 4,5
Tinha entrado bem contra o Tigres, mas foi muito mal contra o Al Ahly.

Rony: 5,0
Foi o atacante mais perigoso, mesmo estabanado. Mas o que foi aquele pênalti?

Luiz Adriano: 4,0
Sumidão no jogo, manteve a regularidade de cobrar pateticamente suas penalidades.

Scarpa, Danilo e Gabriel Menino: os três entraram a 10 minutos do fim. Ficam sem nota por isso (mesmo Scarpa tendo convertido sua penalidade).

Abel Ferreira: 4,0
Novamente não conseguiu armar um time competitivo e também falhou no aspecto emocional. O grupo estava tenso para disputar um terceiro lugar que não valia nada além de meio milhão de dólares a mais de premiação. Demorou demais para mexer. O trabalho no Mundial foi muito ruim. Agora, no retorno ao Brasil, terá mais de duas semanas para rearrumar a casa antes das finais da Copa do Brasil. Já mostrou que é competente para isso.