Por Eduardo Luiz
23/01/2022, 18h25

Weverton: 6,5
Assistiu ao jogo de dentro de campo.

Gómez: 6,5
Pouco trabalho, mas quando precisou mostrou a seriedade de sempre.

Luan: 6,5
Mesma avaliação de Gómez.

Murilo: –
Jogou os últimos 10 minutos.

Piquerez: 6,5
No primeiro tempo ficou mais preso; no segundo tempo desceu mais. Foi ok nas duas.

Mayke: 6,0
Bastante acionado, mas demorou para tomar tomar as decisões.

Zé Rafael: 7,5
Iniciou a nova temporada como terminou a última, jogando bem. E ainda fez um belo gol.

Atuesta: 6,0
Apareceu no finalzinho, em duas cobranças de falta. Quase converteu a primeira.

Danilo: 6,0
Anulou os meias do adversário sem se esforçar muito.

Raphael Veiga: 6,0
Discreto.

Rafael Navarro: –
Fica sem nota. Entrou no final.

Scarpa: 7,0
Participou das principais jogadas ofensivas. Tem o melhor passe do elenco, por isso é titular indiscutível.

Wesley: 5,0
Entrou com o jogo resolvido, e quase não pegou na bola.

Dudu: 7,5
Novamente com a camisa 7, marcou um golaço.

Veron: 5,5
Teve duas boas chances para finalizar, mas errou ambas.

Rony: 6,5
Mesmo com uma temperatura absurda, correu o tempo todo. Dedicação nunca falta.

Abel Ferreira: 7,0
Repetiu o time da final da Libertadores com o “novo” esquema, o 3-5-2 que vira 4-3-3 que também oscila para o 4-4-2. Isso é trabalho do técnico, e assim como aconteceu em Montevidéu, deu certo. No primeiro jogo da temporada, diante de um adversário que treinava desde o começo de dezembro, o Palmeiras controlou o jogo e venceu de maneira tranquila.