Por Eduardo Luiz
08/04/2021, 22h18

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Após rodadas de negociação, Ministério Público Estadual e FPF se entenderam quanto a ajustes necessários no Protocolo de Segurança para que o Campeonato Paulista seja retomado.

Para o estadual voltar a ser disputado, agora o governador João Doria precisa concordar com a nova recomendação do MP, de liberar os jogos. O torneio foi interrompido em 15 de março pelo mesmo motivo: recomendação do MP. Nesta sexta-feira Doria concederá entrevista coletiva, e existe a expectativa para que ele anuncie a concordância com a nova recomendação do MP.

Durante a paralisação, o Palmeiras deixou de disputar 4 rodadas, contra São Paulo, Botafogo, Guarani e Mirassol. Envolvido nas disputas da Recopa e da Supercopa, o Verdão não voltaria a disputar imediatamente o estadual, cuja final segue confirmada para 23 de maio – a CBF já avisou que não adiará o começo do Brasileirão para ajudar no calendário (a primeira rodada será em 29 de maio).

Confira abaixo a nota do MP:

“Nesta quinta-feira (8/4), o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, encaminhou ofício ao governador João Doria, informando sobre a manifestação do coordenador do Grupo Trabalho de Enfrentamento à Covid-9 do MPSP sobre o protocolo de retomada das atividades de futebol da série A1 do Campeonato Paulista, que foi apresentado pela Federação Paulista de Futebol. Sarrubbo anotou tratar-se de “um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do Decreto de 11 de março”, que estabeleceu a fase emergencial em todo o Estado. O novo protocolo da FPF, discutido com representantes da Procuradoria-Geral de Justiça e do grupo de trabalho, é “produto de diálogo estabelecido entre esta Instituição e a Federação Paulista de Futebol, em várias reuniões realizadas durante as últimas semanas”.”