Por Eduardo Luiz
16/07/2022, 14h09

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras, através da sua presidente Leila Pereira, anunciou no começo da tarde de sábado que tomará medidas cabíveis contra dois jornalistas do UOL que insultaram o técnico Abel Ferreira após o jogo da última quinta-feira contra o São Paulo.

Os dois jornalistas são Luis Augusto Simon e Mauro Cezar Pereira, que teceram comentários xenofóbicos ao comandante Palmeirense – Mauro também trabalha na Joven Pan.

Confira abaixo a nota:

“A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta novamente vir a público para se manifestar contra ataques gratuitos endereçados ao treinador Abel Ferreira. Os insultos partiram, desta vez, dos jornalistas Luis Augusto Simon, do Blog do Menon, e Mauro Cezar Pereira, comentarista da Rádio Jovem Pan e colunista do UOL.

Ambos deturparam uma declaração dada pelo treinador após o jogo de quinta-feira a fim de difamá-lo, rotulando-o como colonizador. O Blog do Menon recorre, inclusive, a episódios históricos de violência ocorridos séculos atrás para ironizar o orgulho que Abel Ferreira costumeiramente demonstra pelo seu país.

Fundado por imigrantes italianos e abraçado ao longo do tempo por torcedores de diferentes nacionalidades e etnias, o Palmeiras não aceita que seus profissionais sejam atacados por causa de suas origens. Um português não tem o direito de expressar a sua opinião sobre os problemas educacionais do país onde vive há quase dois anos? Só os brasileiros podem falar a respeito das mazelas do Brasil?

Defendemos a liberdade de imprensa e a consideramos um instrumento indispensável para o bom funcionamento da democracia. Não toleramos, contudo, que profissionais de comunicação, de quem se espera equilíbrio e isenção, utilizem-se de ofensas pessoais em busca de audiência. O corpo jurídico do clube vai ingressar com as medidas cabíveis nas esferas cível e criminal.

Leila Pereira”.