Por Catedral de Luz
29/04/2022

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Deixei de verbalizar sobre centroavante, porque aprendi que o tempo é o senhor da verdade.

Já imaginei nomes e estratégias que melhor privilegiassem a bola balançando as redes adversárias e só encontrei sentido nos gols feitos por quem faz parte do elenco.

Rony é o exemplo clássico de tudo aquilo que o torcedor alviverde mais censura. Alguém que faz do instinto o senhor de seu raciocínio.

Todavia, jogo após jogo, ele entrega mais dividendos do que recebe aplausos.

Considerando apenas as três últimas Copas Libertadores, dos 29 jogos disputados pelo Palmeiras, Rony jogou 23 (8 integrais) e anotou 13 tentos (2020 – 5, 2021 – 6 e 2022 – 2).

Assim sendo,“Rony Rústico” alcançou a artilharia da SEP somando-se todas as Copas Libertadores disputadas. Certamente um atleta que garimpou seu espaço na história palestrina.

Rony não é craque, mas pense no time alviverde e ignore-o entre os titulares.

A SEP continua a surpreender a todos, inclusive o seu torcedor.

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História… Amizades… Esposa e Filha.
Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.