Por Eduardo Luiz
13/03/2022, 21h58

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Ao final do clássico contra o Santos no Allianz Parque, o técnico Abel Ferreira analisou a atuação do Palmeiras, que finalizou 21 vezes e acertou 8 chutes na meta adversária, mas venceu apenas por 1 a 0, mesmo placar da vitória sobre o São Paulo, três dias atrás. O treinador ironizou parte da imprensa esportiva brasileira, que o rotula de “retranqueiro”.

“Nossa equipe é um bocadinho retranqueira. Jogamos atrás, não criamos oportunidades de gol, não joga, não propõe, não ganha, não bate recordes..”, iniciou o treinador, para em seguida falar sério.

“É um gosto treinar esses jogadores. Essa equipe tem muita alma, sabe o que faz. Eu troco laterais, centrais, meias, centroavantes, pontas, e a equipe mantém um padrão. Temos que continuar fazendo o que fizemos hoje (domingo). O importante é que nosso torcedor reconhece” completou.

Por fim, Abel valorizou uma das principais virtudes do Verdão, a humildade: “O Palmeiras alimenta-se disso: títulos, vitórias, e para isso é preciso ser competitivo. É verdade que não tem um treinador com um currículo fabuloso, é verdade que não tem jogadores experientes, internacionais, que jogaram no exterior, mas, com nossa humildade, vamos levando água ao nosso moinho”.

Na próxima quinta-feira o Palmeiras disputará o último clássico da primeira fase do Campeonato Paulista, será contra o Corinthians, às 20h30, novamente no Allianz Parque.