Por Eduardo Luiz
01/06/2021, 18h31

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Antes do jogo de domingo contra o Flamengo, uma entrevista do técnico Abel Ferreira gerou polêmica porque ele falou que estava esperando sua demissão. Depois da partida, o português teve que explicar que se tratava de uma ironia em função da cultura do futebol brasileiro (no dia anterior o Cuiabá havia anunciado a demissão de Alberto Valentim menos de 2 meses depois da sua contratação).

Apesar da explicação, parte da imprensa seguiu descontextualizando a declaração do técnico, insinuando que ele está querendo deixar o clube. Em entrevista ao Sportv, o diretor de futebol Anderson Barros foi questionado sobre a fala de Abel, e a minimizou.

“O Abel nunca foi convidado para interromper um trabalho. Em relação ao Palmeiras, é um trabalho extremamente alinhado. Incomoda às vezes a ele essas decisões intempestivas que o futebol oferece” disse o executivo.

Garantindo que o Palmeiras não pensa em demitir o técnico, Barros também mostrou-se tranquilo quanto à possibilidade de Abel aceitar alguma proposta: “Acredito muito que a gente termine o processo que iniciou. Com Abel isso vai acontecer, não tenho receio que ele possa nos deixar no meio dessa temporada” encerrou.

Abel Ferreira completará na quinta-feira (03/6) sete meses de Palmeiras. O técnico comandou o time em 59 jogos (30V – 14E – 15D) e conquistou dois títulos, a Libertadores e a Copa do Brasil, ambos da temporada 2020. Seu contrato vai até dezembro de 2022.