Por Eduardo Luiz
12/02/2021, 09h32

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Ainda no Catar, logo depois do jogo contra o Al Ahly que definiu o Palmeiras na 4ª colocação do Mundial, o técnico Abel Ferreira falou sobre a participação frustrante do Verdão no torneio, que teve o Bayern de Munique como campeão (superou o Tigres na final por 1 a 0).

Mostrando humildade, o treinador admitiu que tanto ele quanto seus comandados ficaram devendo, mas disse que todos irão tirar lições que fortalecerão a equipe em busca de novas conquistas.

“Com toda humildade, vou dizer: para mim, é tudo novo, sou muito jovem. Mesmo nosso time sendo jovem também, para nós é uma grande oportunidade vir ao Mundial, crescer com essa experiência. Foi negativa, temos que assumir. Mas a vida tem me ensinado que nos momentos de dor, temos que aprender. Saio daqui mais rico. Queria muito ter ganho, os nossos adversários foram mais competentes” iniciou o português.

“Essa experiência vai nos deixar mais fortes. Saímos com cicatrizes, mas essas cicatrizes nos tornarão mais preparados para darmos uma resposta no futuro pela aprendizagem que tivemos” completou.

Em busca de “casca”, Abel sabe que em breve pode aumentar a galeria de conquistas – foi campeão da Libertadores em menos de 3 meses do clube, e tem pela frente as finais da Copa do Brasil e da Recopa.

“Quando cheguei, me perguntaram sobre títulos, eu disse que pra ganhar títulos tinha de me juntar aos melhores. Um título já temos, agora temos mais algumas oportunidades pela frente para conquistar e estaremos preparados para conquistar” encerrou.